Benefícios e riscos da espuma para o tratamento das varizes

Posted on

Uma técnica mais eficiente no tratamento de varizes está sendo testada em quatro hospitais públicos do Rio de Janeiro.

O tratamento para varizes grossas pode ser feito com o laser, escleroterapia ecoguiada com espuma densa ou cirurgia. Indivíduos jovens, com poucas varizes podem recorrer à escleroterapia com espuma densa, sabendo que este é um bom tratamento. Indivíduos idosos, com muitas varizes grossas, que desejam livrar-se delas rapidamente, podem recorrer a uma cirurgia para a sua retirada. As varizes consistem em veias profundas ou superficiais, que se tornam deformadas e dilatadas nas pernas após o acúmulo de irrigação sanguínea na região. Embora seja um problema conhecido por atingir as pernas, as varizes podem ocorrer em qualquer região do corpo. No caso de complicações, por exemplo, varizes grossas, varizes em pessoas que apresentam sintomas apesar do tratamento clínico bem feito, a cirurgia geralmente é indicada. As pessoas que apresentam varizes grossas, associadas a inchaço e escurecimento das pernas na região próxima aos tornozelos, podem vir a apresentar úlcera (ferida) varicosa. Após a cirurgia de varizes eu ainda vou ver vasinhos nas pernas? O tratamento cirúrgico é indicado para tratar as varizes (veias doentes, tortuosas, alongadas e elevadas) e não para tratar os vasinhos.

Neste artigo (com vídeo) você saberá se pode, o que pode e como pode fazer musculação e atividades físicas para ajudar sua circulação venosa nas pernas, e muito mais…

  • Um estilo de vida sedentário,
  • Ganho de peso,
  • Posição prolongada
  • Gravidez

Para as varizes de grossas, o tratamento padrão é a cirurgia.

Não existe nenhum tratamento definitivo para as varizes, e a melhor abordagem terapêutica tem sido a associação de técnicas – utilizar mais de uma alternativa terapêutica juntas. É indicada no tratamento de varizes grossas, em pacientes idosos sem condição clínica para cirurgia. Porém, nas maiores pode-se ter que recorrer à cirurgia para varizes, por ser mais eficaz. Enquanto na cirurgia tradicional o médico retira as varizes, no laser e na radiofrequência as varizes são eliminadas com o calor, que “queima” a parede e obstrui a veia. Os médicos dizem quais são os procedimentos mais comuns para tratamento de varizes: Cirurgia - as cirurgias de varizes estão cada vez menos agressivas. Estas veias visíveis são chamadas de varizes e são mais comuns nas pernas e coxas, mas podem se desenvolver em qualquer parte do corpo. A seguir, saiba mais sobre as varizes, sintomas e tratamento. As varizes e as veias de aranha podem ocorrer em homens ou mulheres de qualquer idade, mas geralmente afetam mulheres em idade fértil e pessoas idosas. Algumas estimativas sugerem que cerca de 10% a 15% dos homens e a maioria das mulheres mais velhas que têm varizes ou veias de aranha.

  • Dor maçante,
  • Coceira,
  • Inchaço,
  • Fadiga,
  • Sangramento,
  • Tromboflebite (formação de coágulo sanguíneo dentro da varicela),
  • Ulceração da pele,
  • Dermatite exsudante ou dermatite de estase.

Em alguns casos, a ausência ou fraqueza das válvulas nas veias pode causar uma circulação venosa fraca (fluxo sanguíneo nas veias) e levar a varizes.

As paredes dos vasos sanguíneos podem tornar-se mais fracas e menos competentes do que o normal, fazendo com que o volume de sangue nas veias aumente, levando a varizes. Milhares de pessoas todos os anos consideram receber tratamento para varizes e veias de aranha. Para outras pessoas, varizes podem causar dor, desconforto e até mesmo problemas mais graves, como aumentar o risco de doenças circulatórias. As opções de tratamento para varizes vão podem incluir medicamentos, meias de compressão, mudanças de estilo de vida, escleroterapia ou cirurgias (3). Morrer durante uma cirurgia de varizes é muito , porém, no Brasil, esse receio é disseminado especialmente devido a um caso que ficou muito famoso na década de 80. Se você quiser saber mais detalhes sobre o caso, veja o artigo sobre isso na wikipédia clicando . Fiz um levantamento de 27 estudos que existem publicados sobre pacientes que foram submetidos a cirurgia de varizes dos mais variados tipos,somando mais de 10.000 pacientes estudados. Para quem não sabe o que é uma trombose venosa profunda, leia o artigo . (leia o artigo na íntegra ) A é uma complicação que , porém quanto maior a cirurgia e maior a necessidade de no pós-operatório, maior a chance de isso acontecer.

  • Flebite (inflamação das veias),
  • Coágulos de sangue ou qualquer obstrução ao fluxo sanguíneo nas veias, ou
  • Anormalidades congênitas das veias.

Quando fazemos a cirurgia de varizes, retiramos apenas as veias que estão varicosas.

Já falei disso também, leiam no artigo “ “. As varizes deixam as veias inchadas e às vezes doloridas, pois são veias que se encheram com mais sangue do que o normal. Embora as varizes possam ocorrer em qualquer parte do corpo, são mais comuns na parte inferior do corpo, pernas ou pés. Varizes podem se tornar uma inflamação das veias, o que, por sua vez, pode levar à formação de coágulos sanguíneos. Este teste indolor mostra as veias e as válvulas que estão afetadas, e também se algum coágulo de sangue ou inflamação está afetando as veias mais profundas nas pernas. No entanto, seu médico pode recomendar a cirurgia se a gravidade das varizes provocar úlceras de pele, hemorragias, coágulos sanguíneos ou trombose venosa profunda. As cicatrizes que surgem após uma pessoa operar as varizes são quase imperceptíveis, pois as incisões realizadas na pele para tratar as veias doentes são muito pequenas. Operar as varizes só deixa de ser uma opção de tratamento para pessoas muito idosas e que tenham algum problema de saúde, como problemas cardíacos e pulmonares não compensados. O melhor é discutir essa possibilidade com um médico para que ele avalie qual ou quais tratamentos podem ser feitos para as varizes quando a cirurgia não for uma alternativa.

A partir desta terça-feira (199), a Prefeitura de Curitiba incorpora a cirurgia de varizes como mais um procedimento médico no rol dos atendidos pela estratégia Mutirão Saúde Já.

Existem várias opções de tratamento para varizes grossas, sendo as mais utilizadas a cirurgia, o laser e a escleroterapia ecoguiada com espuma densa. A escolha do tratamento depende de vários fatores, entre os quais o valor que o paciente pode despender, mas também, o risco de desenvolvimento de novas varizes. A escleroterapia com espuma densa é um tratamento bastante útil para indivíduos jovens, ainda sem varizes muito grossas. Negligenciar o tratamento também pode fazer com que as varizes provoquem manchas escuras permanentes na pele. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, apenas a permanência em pé por longos períodos pode favorecer o surgimento das varizes. Varizes são veias dilatadas e deformadas, de coloração púrpuro-azulada, que surgem ao longo das pernas e podem causar dor e inchaço. Nos casos de varizes superficiais, é possível injetar drogas para necrosar as veias a fim de que não mais conduzam sangue. Esse procedimento requer normalmente duas ou três aplicações, mas não é indicado para o tratamento de varizes maiores nem para aquelas localizadas em veias profundas. Além disso, há um aumento do útero, principalmente no final da gravidez que irá comprimir as veias, aumentando a pressão venosa nas pernas e gerando varizes. Depois elas podem ser descontinuadas, mas são excelentes aliadas no tratamento de pessoas que permanecem longos períodos em pé, pois previnem o aparecimento de novas varizes. As varicosidades não têm sido associadas com outras doenças, porém estudos relataram que pacientes com varizes nas pernas eram mais propensos a ter varicosidades na língua. A gravidez aumenta muito o risco de complicações vasculares, tais como trombose venosa profunda, trazendo riscos para o feto e para a mãe. Indicada também no tratamento de varizes grossas ( inclusive a veia safena), em pacientes idosos sem condição clínica para cirurgia. Já ficar muito tempo parado ou trabalhar demais de pé são riscos para as pernas. Também correm riscos as pessoas sedentárias, que passam muito tempo sentadas ou de pé. Pílulas anticoncepcionais e reposições hormonais, tanto as pílulas quanto os tratamentos para reposição aumentam os riscos de as mulheres terem varizes. Anestesia: Dependendo da quantidade de veias varicosas que precisam ser retiradas, pode ser feita operação com anestesia local, com ou sem sedação, ou anestesia peridural. É muito importante que o médico deixe claro que como qualquer método de tratamento existe a possibilidade de insucesso e também o reaparecimento das varizes.