Um ponto na técnica do tratamento cirúrgico das varizes dos membros inferiores (Parte 1)

Posted on

o edema dos membros inferiores (OMI) corresponde a uma espécie de líquido plasmático dos vasos sanguíneos no tecido intersticial nas pernas.

Um edema dos membros inferiores pode ser mole ou duro, vermelho ou branco, e pode se manter durante algum tempo na marca dos dedos: falamos então de edema depressivo. Este texto abordará as varizes nas pernas (varizes dos membros inferiores), dando ênfase às causas, sintomas, prevenção e tratamento. Como as veias periféricas das pernas encontra-se muito próximas da pele, qualquer tortuosidade ou dilatação torna-se facilmente perceptível. 4) Alterações da pele Além do edema, a retenção de sangue dos membros inferiores pode causar alteração de coloração da pele, deixando-a mais escura e arroxeada. Depois que o sangue irriga os membros inferiores, as veias das pernas reconduzem-no ao coração com o auxílio de válvulas, que ajudam o líquido a vencer a gravidade. As úlceras venosas são provocadas pelo acúmulo de sangue nos membros inferiores, que ocorre quando as veias apresentam dificuldade para impulsionar o sangue ao coração, devido à ação da gravidade. Varizes são veias superficiais anormais, dilatadas e tortuosas que acometem os membros inferiores (MMII). No Tratamento do edema (inchaço) dos membros inferiores, em pacientes que apresentem varizes, nos pós-operatórios das cirurgias venosas, após escleroterapia e na cicatrização de úlceras venosas. Ainda que esta doença pode manifestar-se em qualquer parte do corpo, afecta principalmente as veias dos membros inferiores.

A Cirurgia Vascular é a área da Medicina que faz o diagnóstico e tratamento da patologia do sistema vascular que inclui a patologia arterial, venosa e linfática.

  • Infecção das veias;
  • Hemorragia;
  • Hematoma nas pernas;
  • Dor nas pernas;
  • Lesão dos nervos da perna.

Dessa forma, a pressão venosa da rede superficial torna-se mais elevada do que a dos eixos profundos, e o sangue é aspirado em profundidade através das veias perfurantes.

Todavia, pacientes com insuficiência cardíaca e/ou congestão hepática com edema de membros inferiores não desenvolvem as alterações de pele e úlceras características de pacientes com insuficiência venosa crônica9. A safena recebe veias perfurantes mediais, chamadas de perfurantes de Cockett, antes de se juntar à veia safena interna, no ou abaixo, do joelho. Foi recentemente adicionado ao arsenal para tratamento das veias varicosas a ablação por radiofreqüência da veia safena. As varizes ou veias varicosas são dilatações que não permitem o retorno do sangue para o coração e que afetam principalmente os membros inferiores. Por estas razões, a veia safena deve seguir rigorosas seleções para serem retiradas nas cirurgias de varizes dos membros inferiores. Ou seja, a insuficiência venosa das varizes pélvicas é “transmitida”, pelas conexões, para as veias dos membros inferiores levando á formação de varizes. Para confirmar o diagnóstico  de veias varicosas e para um melhor planejamento terapêutico, seu médico pode solicitar um teste de Ecodoppler Venoso de membros inferiores. A manifestação mais clara de veias varicosas - uma alteração da forma e contorno da intradérmica e subcutânea vasos sanguíneos dos membros inferiores. Outras drogas prescritas para as veias varicosas, se destinam a alterar as propriedades reológicas do sangue, para a prevenção e tratamento de trombose.

  • Varizes dos membros inferiores, unilateral e bilateral
  • Úlceras venosas e feridas
  • Trombose venosa profunda (TVP)
  • Tromboflebites
  • Síndrome pós-trombótico
  • Escleroterapia de derrames, telangectasias, aranhas vasculares e varizes reticulares

O varicocele é uma doença causada pela dilatação excessiva da rede das veias testiculares (plexo pampiniforme).

Sintomas: As pessoas com varizes dos membros inferiores queixam-se frequentemente de dor, “ sensação de peso nas pernas”, edema e cãibras. É um problema muito comum que acomete mais as mulheres, sendo caracterizado pela dilatação e alongamento das veias, principalmente das pernas e pés. Qualquer veia do corpo pode ser acometida pela trombose, embora seja mais comum nos membros inferiores. Varizes são dilatações das veias, principalmente das pernas e coxas, que, em consequência dessa dilatação se tornam tortuosas provocando saliências na pele sob a forma de nódulos . Podem surgir em qualquer veia do corpo, no entanto são mais freqüentes nas veias das pernas, pela localização distante do coração e contra a força da gravidade. As varizes calibrosas podem apresentar sinais de inflamação, ficando vermelhas, endurecidas e bastante dolorosas, caracterizando a flebite ou tromboflebite.Quais os exames que avaliam as varizes dos membros inferiores? Quando a trombose ocorre em uma veia mais profunda chama-se Trombose Venosa Profunda (TVP) e ocorre em uma ou mais veias localizadas geralmente nas pernas. Varizes de membros inferiores – isoladamente são consideradas de baixo risco para de trombose venosa.Diagnóstico de Trombose É realizado através do exame clínico e de exames de imagem. Assim como as varizes nas pernas, o que ocorre é o impedimento da fluidez do sangue, causando a dilatação e o inchaço das veias.

  • Prevenção das complicações (flebites, úlceras, alterações da pele)
  • Alívio de edemas (inchaços) e dores
  • Melhoria do aspecto (estético)

A varicocele é uma doença hereditária, ou seja, homens que possuem familiares com varizes nos membros inferiores ou, até mesmo, hemorróidas podem ter mais predisposição para o desenvolvimento do problema.

A compressão é a forma de tratamento mais frequentemente usada no contexto de varizes de maior dimensão, com edema, alterações da pigmentação da pele ou úlcera activa. Para o indivíduo portador de varizes dos membros inferiores, muitas das dúvidas corriqueiras são pertinentes ao tratamento a prevenção e prognóstico das varizes. Quando falham as válvulas, o sangue reflui para os membros inferiores, e, principalmente; com o aumento do volume sangüíneo nesses vasos, torna-se importante causa da dilatação das veias. Todo ano, mais de 1,5 milhões de americanos procuram tratamento para problemas relacionados à varizes, sendo que 23 destes pacientes apresentam sintomas decorrentes do refluxo da veia safena. Como a veia safena não é um conduto maior para o retorno venoso dos membros inferiores a sua remoção pode ser compensada completamente pelo sistema venoso profundo. Em fases mais tardias, pode até existir um escurecimento da pele dos membros inferiores. Este procedimento não é utilizada para o tratamento de veias varicosas na veia safena da perna. Em alguns casos cirurgia a laser é mais indicada para tratamento da veia safena. Associação entre aplasia segmentar de veia safena magna e varizes em membros inferiores avaliada pelo ecocolor Doppler.

Dor, cansaço e sensação de peso nas pernas são os sintomas mais frequentes, mas podem ocorrer também, ardência, edema (inchaço), câimbras, dormência e áreas de pele inflamada com prurido (coceira).

Se ocorrer em uma veia, denomina-se de trombose venosa, e a localização mais frequente é no sistema venoso profundo dos membros inferiores (perna e coxa). Geralmente esses eventos ocorrem nas veias dos membros inferiores (pernas) e podem ser assintomáticos (sem sintomas) ou muito desconfortáveis, dependendo da extensão do trombo. Pois muitos pacientes tem problemas de varizes de membros inferiores e operam (retiram) suas veias safenas para corrigir o problema de varizes. A veia cava inferior é formada pelas duas veias ilíacas comuns que recolhem sangue da região pélvica e dos membros inferiores. A fleboextração da veia safena tem sido aceita como padrão no tratamento de varizes há mais de 100 anos e as suas complicações já são bem conhecidas. As varizes são veias superficiais dilatadas e tortuosas, mais frequentes nos membros inferiores. A trombose venosa pode acontecer em qualquer veia, mas ocorre mais nas meias dos membros inferiores. Essa condição acontece nos membros inferiores, nas veias safenas ou na parte inferior do tronco, contudo ela pode ocorrer em qualquer parte do corpo (Ex: varizes esofágicas). Quando ocorre obstrução venosa profunda resultando nas veias varicosas, os pacientes podem demonstrar sinais e sintomas de insuficiência venosa crônica: edema, dor, pigmentação e ulcerações.

O tratamento das varizes tem diversos objetivos: prevenção das complicações (flebites, úlceras, alterações da pele); alívio da dor, peso e edema (inchaço); melhoria da aparência do membro (estético).

Varizes dos membros inferiores são veias do sistema superficial, dilatadas (com mais de 3mm de diâmetro), alongadas e tortuosas, com alterações morfológicas e funcionais irreversíveis (Figura 03). Um autor8 constatou que os genes enfraqueceriam a parede das veias dos membros inferiores, e quando associada aos demais fatores predisponentes e desencadeantes as varizes surgiriam. Quando necessário o médico solicita exames complementares, como o ultrassom com Doppler do sistema venoso dos membros inferiores. Varizes são veias dilatadas e tortuosas, mais comuns nos membros inferiores. O tratamento mais usado hoje para as veias de grosso calibre é a cirurgia convencional, que remove a veia. As pessoas com varizes dos membros inferiores queixam-se frequentemente de dor, “ sensação de peso nas pernas”, edema e cãibras. Gestantes com presença de veias varicosas (varizes) não são indicadas para receberem a massagem para melhora do retorno venoso de membros inferiores. O refluxo das veias pélvicas pode ser drenada para veias dos membros inferiores causando as varizes de membros inferiores. Essas varizes de membros inferiores podem complicar com tromboflebite (oclusão da veia varicosa e inflamação), dermatite ocre e úlcera venosa.