Remédios: Cuidados após ligadura endoscópica de varizes esofágicas

Posted on

Tempo de leitura: 14 minutos A hemorragia digestiva alta (HDA) é uma emergência clínica relativamente frequente, com episódios discretos até sangramento que ameaça a vida.

Quando mencionamos a doença não varicosa como causa de hemorragia digestiva alta e na sua terapêutica endoscópica, estamo-nos referindo às úlceras pépticas gastroduodenais hemorrágicas. Quando ocorre uma hemorragia por varizes esofágicas fora dos grandes centros, não há a opção de tratamento farmacológico com vasodilatadores esplâncnicos, endoscopia de urgência. REFERÊNCIAS A hipertensão portal é uma complicação de evolução progressiva da cirrose hepática, sua consequência direta é a formação de varizes esofágicas, com risco de hemorragia digestiva alta e sangramento. O sangramento por varizes esofágicas é uma complicação potencialmente letal da cirrose, principalmente em pacientes que apresentam outras complicações clínicas da cirrose como icterícia ou episódios prévios de hemorragia varicosa. No momento do diagnóstico, varizes esofágicas estão presentes em pouco menos de 50% dos pacientes e cerca de um terço dos pacientes com cirrose hepáticadesenvolverão hemorragia varicosa. As varizes gastroesofágicas são os mais relevantes colaterais portossistêmicos porque sua ruptura leva à hemorragia digestiva alta significativa com o potencial sangramento. Dada a alta taxa de recorrência, os pacientes que sobrevivem a uma hemorragia por varizes aguda devem receber tratamento para prevenir a recorrência. Esclerose e Ligadura Elástica de Varizes Esofágicas:As varizes de esôfago surgem principalmente nos pacientes com cirrose hepática. O tratamento das varizes de esôfago (esclerose e ligadura elástica) tem o intuito de prevenir o  seu sangramento.

Razões para a ligadura das varizes esofágicas

  • Insuficiência hepática (do fígado).
  • Desnutrição.
  • Ingestão de álcool.
  • Exercício físico.
  • Ritmo circadiano não regular.
  • Aumento da pressão intra-abdominal.
  • Tomar aspirina e anti-inflamatórios.
  • Infecção bacteriana.

Cerca de 30% das pessoas que têm hepatites B ou C desenvolvem o problema, com risco de hemorragia digestiva alta, que podem levar à morte.

a esclerose de varizes esofágicas, em injeções intra Esquema da ligadura elástica das varizes esofágicas Custos e disponibilidade para o controle da hemorragia, por diminuir o fluxo para as varizes esofágicas. O tratamento destas hemorragias tem como principal escolha a ligadura com bandas elásticas, devido aos seus bons resultados e menores taxas de complicações quando comparado a outro procedimento chamado esclerose. Evolução clínica A hemorragia das varizes esofágicas é considerada uma emergência potencialmente fatal. Cerca de 50% dos doentes que apresentam uma hemorragia secundária a varizes esofágicas irão ter uma recorrência durante os próximos um a dois anos. Não existe vacina para prevenir a infecção pelo vírus da hepatite C. Se um doente tiver varizes esofágicas, o tratamento pode prevenir a hemorragia. Tratamento O tratamento de emergência da hemorragia por rotura de varizes esofágicas começa pela administração de sangue e de soros por via endovenosa para compensar a perda de sangue. Este tratamento reduz o excesso de pressão nas varizes esofágicas e diminui o risco de hemorragia no futuro.

Quanto tempo a ligadura endoscópica de varizes esofágicas?

  • Fezes negras com cheiro fétido;
  • Fezes com sangue vivo;
  • Vômitos com sangue;
  • Cansaço excessivo e palidez.

Quando contactar um médico A hemorragia das varizes esofágicas pode por em risco a vida dos doentes.

Prognóstico Pelo menos 50% dos doentes que sobrevivem a uma hemorragia por varizes esofágicas encontram-se em risco de uma nova hemorragia nos próximos um a dois anos. na hemorragia digestiva alta, mas é igualmente aqui onde sua contribuição é também a reconhecidamente falha na hemorragia digestiva alta, constituindo risco quando realizada valor na hemorragia aguda da parte alta do tubo digestivo é, sem dúvida, a endoscopia mortalidade nos pacientes com hemorragia digestiva alta. Um inquérito nacional sobre hemorragia digestiva alta realizado pela American A elevada mortalidade da hemorragia digestiva alta, quando continua ou recidivante,12 hemorragia digestiva alta se deve a ruptura de veias ectasiadas do esôfago. A mortalidade na hemorragia digestiva alta é mais elevada nos cirróticos que nos

Cuidados após ligadura endoscópica de varizes esofágicas

  • O paciente deve fazer um jantar leve, evitando comida gordurosa.

controlar a hemorragia, aguda por ruptura de varizes esofágicas em 85-92% dos pacientes e

também as neoplasias de modo geral, podem acompanhar-se de hemorragia digestiva alta, hemorragia digestiva alta uma lesão aguda da mucosa gástrica,35,36 estando O conhecimento do diagnóstico endoscópico nos casos de hemorragia digestiva alta, Ainda que 80% de todos os episódios de hemorragia digestiva alta sejam que possível em qualquer paciente com hemorragia digestiva alta e suspeita Em pessoas que já sofreram um episódio de hemorragia varicosa, estará indicada a terapia com ligadura para reduzir o risco de novos sangramentos. Devido ao uso de anestesia, não é possível dirigir automóvel nem outros veículos durante todo o dia após a ligadura de varizes esofágicas. A maior dificuldade técnica da realização de ligadura e esclerose no mesmo procedimento poderia agregar mais risco de complicações em mãos menos experientes? (AU) Resumo A hemorragia por ruptura de varizes esofágicas é uma causa comum de morte em pacientes com cirrose hepática.

Esclerose de varizes / Ligadura elástica de varizes de esôfago

Os principais fatores de risco para a hemorragia digestiva alta decorrente da ruptura de varizes esofagogástricas são: – hipertensão porta superior a 12 mmHg;

Após diagnóstico endoscópico de rotura de varizes de esôfago, foi realizado sorteio para inclusão dos pacientes em dois grupos: esclerose endoscópica (EE) x ligadura elástica (LE). De maio de 2005 a maio de 2007, foram admitidos, no PS do HCFMUSP, 480 pacientes com hemorragia digestiva alta (HDA) provocada por hemorragia varicosa esofágica. A ocorrência de hemorragia por varizes esofágicas é um evento catastrófico na vida de um cirrótico. Varizes esofágicas com sangramento Com a alta mortalidade decorrente do sangramento, todo portador de cirrose deve estar alerta quanto a sinais de hemorragia (tabela abaixo).